sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Quem são os homofóbicos?

Eu sempre digo que a palavra "homofobia" foi mal construída, pois "fobia" é um sentimento exagerado de medo, uma patologia considerada doença psicológica. Portanto se existissem mesmo homofóbicos (no sentido literal da palavra), eles não atacariam os gays, mas fugiriam apavorados todas as vezes que vissem um. E nenhum homofóbico poderia ser preso, pois seriam eles apenas vítimas de um tipo de  medo psiconeurótico, portanto, doentes.
Mas a palavra homofobia é usada de forma genérica para rotular qualquer pessoa que persiga, maltrate, ofenda ou discrimine gays.
Existe uma militância gay muito agressiva que vive perseguindo os religiosos, acusando-os de praticar a homofobia. Reparem nas fotos abaixo:


O que você viu não foi um religioso homofóbico e opressor agredindo gays coitadinhos, mas militantes gays agredindo o religioso. Isso a mídia não mostra.

Tudo o que os religiosos fazem para merecer o título de homofóbicos é dizer que a prática do homossexualismo é pecado, pois está na bíblia. Eles não saem por ai espancando gays.

Se existem grupos de pessoas que merecem o título de homofóbicos, esses são os grupos neonazistas. Vejam:
Neonazistas russos torturam gays e postam fotos

Neonazista espancando gays

Gay negro sendo torturado por neonazista russo


Você ainda tem dúvidas de quem são os verdadeiros homofóbicos?

E por que não vemos nenhum ativista gay protestando contra os grupos neonazistas? Você não vê porque:

1- essa militância gay serve apenas como massa de manobra política

2- a verdadeira intenção deles é fazer militância antirreligiosa (principalmente anticristã), e não anti-homofobia.  

3- eles não são bobos! Esses ativistas gays atacam os religiosos cristãos porque sabem que eles são pacíficos  e nem sempre revidam. Mas sabem que se fizerem o mesmo com os grupos neonazistas a coisa vai ficar feia. 

 E você que se deixou enganar por essa falsa militância gay e pela mídia, acorde! Não seja TROUXA. 








5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Claro! Até pq o número de religiosos é bem menor do que o de Neonazistas! E os neonazistas tem muito mais poder político para impedir que homossexuais conquistem os mesmos direitos que cidadãos "comuns"! A perseguição contra religiosos já está passando dos limites... são só 90% da população! Não dá pra aguentar a pressão dessa injustiça e discriminação! Bolsonaro pra presidente! :v huehuehue

    ResponderEliminar
  3. Conheço pessoas que morreram por causado preconceito da família cristã. Diariamente morre gente por isso. Os muçulmanos tbm matam homosexuais. Então não sejam hipócritas: religião mata sim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acontece que você não vê a militância LGBT atacando grupos de muçulmanos mesmo que os mesmos condenam a morte os homossexuais enquanto que os cristãos apenas criticam, como diz uma certa pessoa, é mais fácil zombar do deus do amor do que do deus da vingança.
      isso vale para os ateus todynho também.

      Eliminar
  4. "Eu deixei de ir pra parada gay, porque deixou de ser um ato polítco. Agora é só uma farra de bixas desvairadas."
    Nanny People

    ResponderEliminar