terça-feira, 8 de dezembro de 2015

A maior parte da comunidade científica é formada por ateus... Será?



Podemos afirmar veementemente que os pais da ciência eram, em sua maioria esmagadora, pessoas que acreditavam em Deus. Cientistas como Isaac Newton, Robert Boyle, Blaise Pascal, Roger Bacon, Johannes Kepler, Nicolaus Steno são apenas alguns exemplos de uma lista imensa de cientistas não ateus que praticamente levantaram os alicerces da ciência atual.

Mas de lá pra cá muita coisa aconteceu. A filosofia naturalista acabou sendo adotada pela ciência, e ser "cientista ateu" passou a ser moda:

 “Há 200 anos se propaga a ideia de que, se você quer ser um cientista,  tem de manter a mente livre dos grilhões da religião” (Rodney Stark, sociólogo, Scientific American, setembro de 1999, p.91).
Hoje a ciência moderna tem sido usada indevidamente como ferramenta ideológica contra a fé em Deus. É até difícil imaginar que ainda existam cientistas teístas no meio da comunidade científica.

Em meu trabalho eu tive a oportunidade de conhecer e conversar com muitos cientistas, principalmente biólogos e químicos. Sempre estranhei o fato de que a maior partes deles se dizia teísta. A gente ouve tanto por ai que a comunidade científica é dominada por ateus, que passamos a enxergar cientistas teístas como exceções raras.

No entanto, uma pesquisa divulgada pela revista PhysOrg desmentiu esse mito. Segundo um estudo da Universidade Rice, dos Estados Unidos, a maior parte dos cientistas atuais acredita em Deus.

O estudo em questão foi realizado com cientistas de oito regiões do mundo: França, Hong Kong, Índia, Taiwan, Itália, Turquia, Reino Unido e EUA. Os resultados são surpreendentes.

Em Taiwan, por exemplo, 55% dos cientistas se dizem religiosos. E o mais interessante é que a população de Taiwan é bem descrente. Os cientistas de lá acreditam que ciência e fé não estão em conflito.

Segundo a principal autora do estudo, Elaine Howard Ecklund, “mais da metade dos cientistas da Índia, Itália, Taiwan e Turquia se identificou como religiosos”.

Apenas uma pequena porcentagem dos cientistas dos Estados Unidos e do Reino Unido acha que existe algum tipo de conflito entre ciência e fé. A maioria acredita que ciência e fé não entram em conflito.

Fonte: PhysOrg



8 comentários:

  1. Mais uma noticia cheia de meias verdades da religião das jumentas falantes. Deixa eu dissecar essas informações deturpadas:
    -cientistas de séculos passados nem sequer ousariam questionar a religião assassina, caso contrário acabariam igual o pobre Giordano Bruno (pq a igreja não canonizou esse verdadeiro martir? Um heroi da humanidade que lutou contra seu maior inimigo?)

    - nenhum cientista que se diga teísta é capaz de provar a existência de nenhum dos deuses existentes no mundo.

    - “mais da metade dos cientistas da Índia, Itália, Taiwan e Turquia se identificou como religiosos” dados bem relativos. A maioria das pessoas que vieram de países extremamente pobres (como índia, taiwan, Tailândia...) ou sob domínio direto de uma religião (no caso a Itália que abriga a sede dos malditos seguidoree do zumbi filho da vagabunda estuprada por pombas fantasmas) terão uma presença religiosa super imposta em toda a sua formação. O que não significa que sejam realmente religiosos ou praticantes, e mais uma vez: JAMAIS PODERÃO PROVAR A EXISTÊNCIA DE DEUSES ATUAIS OU DOS ANTIGOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thiago estou inclinado a pensar que é totalmente irrelevante a questão de se a maioria ou minoria dos cientistas são ateus ou crentes. o importante é que sejam honestos e neutros, e isentos de qualquer coisas que desabone suas credenciais profissionais, uma vez que pessoais é algo muito relativo.
      Se todos os ciêntistas são ateus então muito me alegra o fato deles terem feito tantas descobertas maravilhosas que apontam tantas evidencias a favor da existencia de um criador todo poderoso e inteligente por trás de tudo que conhece os no universo e na vida.
      sobre seu conceito em relação ao fato de que no decorrer dos séculos existiram homens em organizações que pretensamente representam a Deus e também organizações que supostamente representam a Deus mas que deram péssimo exemplo, mostra que voce é um bom observador e que geme por causa das coisas ruins que observa ou tomou conhecimento.
      Ora, de certo modo seu conceito para determinar que estas pessoas agiram incorretamente parece se basear num parâmetro. que parâmetro é este?
      É a opinião geral humana, ou pública? ou é numa base muito superior? A biblia é esta base superior. De fato o que voce conhece e repudia nesta pessoas em particular e nos atos destas organizações não representam esta base superior.
      Se voce acusa o cristianismo pós apostólicos de tudo de ruim que voce conhece, sabe então muito bem que nada do que eles fizeram tem alguma base biblica.
      Voce não será capaz de apontar um texto biblico em que haja uma ordem de Jesus cristo ou dos apóstolos para que seus seguidores pratiquem as atrocidades que voce conhece e repudia.
      Te desafio a fazer isso.
      abs.

      Eliminar
  2. Boa tarde. A umas semanas venho acompanhando seu blog e gostaria de dizer que gostei muito do que vi aqui. Parabéns pelo trabalho!!!!
    Bem, mas não estou aqui apenas para elogiar....calma, tbm não vou criticar rsrs....na verdade gostaria de saber se podemos manter contato, pois acredito que o amigo pode me auxiliar bastante e ajudar com meu projeto. Faz um tempo que não leio sobre o assunto, apologética, debates e estou bem enferrujado. Então se o amigo puder quiser e puder gostaria muito de manter contato e da sua ajuda! Desde já agradeço. Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thiago. Você tem o nome de um dos 12 apóstolos de Cristo; A pessoa que te deu esse nome deve ler com tristeza esse teu comentário tão grosseiro e impiedoso.
      Que meio construiu o teu ateísmo debochado e agressivo?
      Você alguma vez precisou de Deus e Ele te virou as costas? Não vale mencionar o mau causado pelas pessoas e a tua relação com elas: me refiro ao inocente que fez tudo certo e ainda assim quebrou a cara. Você zomba de Deus por falta de experiência com Ele? Por causa do mundo difícil em que você vive? Ou porque nunca te faltou nada e você aprendeu a zombar da fá das pessoas por falta do que fazer? Você pode discordar de algo com as palavras certas e ser apenas ateu, como um amigo meu. Ou pode duvidar de tudo com raios e palavrões e ser uma vergonha para a comunidade ateísta que não abre mão do respeito aos outros. Você faria nesse grupo o mesmo papel que um crente beberrão em uma igreja evangélica - o do chato. Que lástima!

      Eliminar
    2. Só queria corrigir *mal (quinta linha) e *fé (oitava linha). E parabenizar o(a) autor(a) do blog pela iniciativa de escrever sobre assuntos pertinentes em época de turbulência moral. Um abraço.

      Eliminar
  3. A maioria dos cientistas não são ateus. A maioria dos cientistas ainda acreditam em algum deus e possuem religião.

    http://www.pewforum.org/2009/11/05/scientists-and-belief/

    http://articles.latimes.com/2009/nov/24/opinion/la-oe-masci24-2009nov24

    http://idpluspeterswilliams.blogspot.com.br/2014/03/percentage-of-american-scientists-who.html

    http://atheistwatch.blogspot.com.br/2011/10/more-than-half-scientists-believe-in.html

    ResponderEliminar
  4. Parabens ao Francisco Lacerda pela educadíssima resposta ao grosseiríssimo e revoltadíssimo e recalcadíssimo Thiago Freitas. sua postura diplomatica reflete o conceito da biblia quando diz: "NÃO RESPONDA AO ESTÚPIDO SEGUNDO A SUA TOLICE PARA QUE TU MESMO NÃO TE TORNES IGUAL A ELE." Proverbios 26:4

    E MAIS: " Proverbio 15 "Uma resposta, quando branda, faz recuar o furor, mas a palavra que causa dor faz subir a ira."

    Parabens.

    ResponderEliminar