sábado, 7 de março de 2015

Projeto SETI quer deixar de ser passivo

SETI é um projeto que busca por sinais de vida inteligente no espaço,  principalmente através de um radiotelescópio gigante (radiotelescópio de Arecibo) que fica em Porto Rico e foi construído dentro da cratera de um vulcão extinto.

Radiotelescópio de Arecibo

  Essa antena possui  305 metros de diâmetro e é considerada a maior do mundo.  Esse observatório funciona 24 horas por dia. O objetivo do projeto SETI é captar sinais de rádio originados por civilizações extraterrestres avançadas. É como se você usasse um rádio receptor para tentar escutar a conversa dos outros... Nesse caso a conversa de seres inteligentes de outros planetas.

Até hoje foram captados vários sinais de origem natural e 37 sinais (que não foram explicados), entre eles o mais famoso de todos,  o sinal “Wow”, que você poderá ouvir no vídeo abaixo:

video


Esse sinal foi recebido pelo radiotelescópio Big ear, em 1977, e teria vindo da constelação de Sagitário em uma frequência de 1420.4556 MHz.

Radiotelescópio Big ear


Até agora o programa SETI agiu de forma passiva, ou seja, apenas tentou ouvir sinais vindos do espaço.  No entanto, porém, algumas lideranças do projeto estão propondo uma busca ativa, que iria mandar sinais de rádio para o espaço, na esperança de que civilizações extraterrestres possam captar esses sinais.

Constelação de Sagitário


Alguns cientistas são terminantemente contra essa busca ativa, entre eles o famoso físico teórico Stephen William Hawking, que chegou a declarar em 2010  que os humanos deveriam ficar em silêncio porque civilizações alienígenas poderiam ser atraídas ao nosso planeta para explorar os recursos.

Uma civilização mais avançada e hostil poderia escravizar os seres humanos e até destruir nosso planeta, temem os cientistas.
Mesmo assim, alguns astrônomos do SETI estão irredutíveis.

E você? O que pensa a respeito?

1 comentário: